17

nov
2020
Loja de conveniência: saiba o que precisa para abrir uma!

A loja de conveniência é um dos empreendimentos comerciais que mais cresce no Brasil há muitos anos. Pesquisas feitas revelam que o crescimento é de 15% a 20% ao ano, faturando bilhões e gerando muitos empregos.

Mas você sabe o que é necessário para abrir esse comércio? Hoje, a SG Sistemas vai dizer tudo o que é necessário para ter uma conveniência. Se você está pensando em abrir uma, então, não deixe de acompanhar esse post para fazer tudo corretamente!

Loja de conveniência: importância do planejamento estratégico

Alguns comércios crescem exponencialmente todo ano, principalmente aqui no Brasil, devido à demanda de certos produtos ou, apenas, a localização em que esse estabelecimento está, assim como sua qualidade de serviço.

As lojas de conveniência estão entre esse crescimento, faturando cerca de R$3 bilhões por ano. E é por isso que muitas pessoas pensam em abrir esse tipo de estabelecimento.

Entretanto, antes, é necessário saber algumas coisas e seguir passos para que tudo dê certo e para que seu negócio se torne um comércio de sucesso – essa dica vai principalmente para pessoas que não conhecem e não têm experiência no ramo, visto que é um negócio e o desejo é de que ele cresça, não é?

Assim, ao mesmo tempo que ele movimenta muito dinheiro nacionalmente e que pode ser sinônimo de faturamentos altos e atrativos, as perdas também podem ser significativas em um mercado como esse.

Então aprenda, agora, a montar uma loja de conveniência de forma segura e estratégica e tenha mais chances de alavancar seu negócio!

Como montar uma conveniência: passo a passo prático!

Para conseguir abrir esse estabelecimento, algumas questões precisam ser pensadas para que tudo ocorra da maneira mais correta possível para que seu funcionamento tenha sempre um bom desempenho e lucratividade. Confira algumas dicas do que fazer:

1. Loja própria ou franquia?

Antes de começar, realmente, a preparar tudo para a inauguração da loja, é necessário decidir se será uma administração própria, levantada do zero, ou se optará por uma franquia, que já vem com algumas regras estabelecidas quanto a estrutura, fachada, produtos, entre outras coisas.

Há algumas vantagens e desvantagens de ambos os lados, o que ditará a escolha do caminho que seguirá depende exclusivamente de como você reage a esses fatores, o que acredita ser melhor para seu negócio no momento.

Conveniência própria

Por exemplo, uma conveniência própria tem as vantagens de que o lucro será somente seu, você não terá aquela preocupação no fim do mês de distribuir o faturamento entre royalties, fornecedores da franquia, entre outras coisas.

Em contrapartida, há algumas desvantagens, visto que os perigos de alguma coisa dar errada na hora de abrir a loja serão maiores, principalmente se não houver experiência no ramo. Outro ponto de desvantagem é um nome “desconhecido”, o que não trará autoridade no mercado, principalmente se você não tiver muitos conhecidos na cidade, entre muitas outras questões.

Conveniência franqueada

Nesse caso, as vantagens podem ser inúmeras. A primeira delas é o direcionamento quanto à estrutura, a franquia escolhida indicará como tudo deve ser montado e organizado, quais cores usar na loja, qual o bordão etc. Além disso, há também a definição de mercadorias para comercializar, as quais são indicadas pela loja matriz, assim você não precisaria “perder” tempo pensando sobre quais itens comprar com os fornecedores ou não.

Entretanto, as desvantagens também aparecem nessa escolha. Uma delas é a pouca liberdade para escolher os fornecedores, visto que, quase sempre, a matriz tem indicação dos nomes de distribuidoras para encomendar os produtos. E uma das que mais pesa é a divisão de lucros, aqui a lucratividade não é só sua, devem ser pagos royalties, taxas, fundos de propaganda, etc.

Tudo isso deve ser pensado antes de começar a correr atrás de outros passos. Assim que definido, pode começar a seguir quanto aos afazeres para abri-la.

2. Espaço adequado

No geral, as lojas de conveniência ficam em postos de gasolina, mas, da mesma forma, o local que ela se encontrará precisará ser definido. Ao lado e um pouco mais afastada? De frente para as bombas de combustível? Tudo isso precisa ser pensado para que tenha uma estrutura adequada.

Em seguida, qual será o tamanho do espaço? Se for de uma franquia, provavelmente tudo isso é definido no contrato com a empregadora, já que eles disponibilizam instruções de como tudo será organizado, assim como cores, fachada etc. Mas caso seja de administração pessoal, o espaço deve ser definido conforme necessidades e exigências.

Além disso, é preciso manter o ambiente seguro, com câmeras de segurança, vigilância 24h e boa iluminação, porque, em algumas regiões, assaltos a esses estabelecimentos são bem comuns. Por isso, fique atento! Dê preferência por escolher bairros que são considerados mais seguros, mas, caso seja de estrada, a segurança deve estar sempre impecável.

3. Mantenha tudo dentro da legalidade

Assim como todos os estabelecimentos comerciais e alimentícios, são necessários certos documentos que comprovem que o local tem autorização para funcionar. Tudo isso pode ser verificado e validado junto à prefeitura e por meio do Código de Defesa do Consumidor.

Os mais comuns são o alvará de funcionamento, a autorização da Agência de Vigilância Sanitária, principalmente se houver refeições servidas em sua loja, licença dos bombeiros, entre outros. Basta se informar junto à Prefeitura do seu município.

4. Automatize os processos

Para que tudo ocorra dentro dos conformes, com uma gestão de qualidade, alguns softwares de controle podem ser de extrema ajuda. Isso porque realizam a maior parte de registros, inventário, entre outras coisas, tudo em seus sistemas de maneira prática e sem erros.

Assim, você saberá de toda a contabilidade, reposição de mercadorias e muito mais, tudo para que a gestão do negócio seja feita sem erros, evitando muitas dores de cabeça. Assim como tornará muito mais simples para que o cálculo dos custos seja feito.

5. Deixe tudo acessível

É fato que muitos comerciantes não pensam na acessibilidade para portadores de deficiência, e isso é um erro enorme, visto que, quando as coisas não são acessíveis para todos, podem se tornar um impedimento para que essas pessoas frequentem o seu comércio.

Afinal, é muito frustrante tentar fazer uma compra e ser impedido por algo tão fácil de resolver que não só é exigido por lei, mas também é um ato de empatia com o próximo.

Se você quer saber mais sobre a lei de acessibilidade para adequar o seu estabelecimento, temos um conteúdo aqui no blog que explica tudo, não deixe de conferir!

6. Tenha os equipamentos necessários

Para que uma loja funcione, os equipamentos também são necessários, não é? A conveniência deve estar equipada com maquinários e móveis de qualidade. Por exemplo, gôndolas, refrigeradores, balcões, mesas, caso tenha um ambiente para consumo, e muitos outros.

Por isso, é importante encontrar uma boa parceria, caso seja uma administração própria, para conseguir esses itens por um preço mais em conta, assim como uma manutenção regular para que tudo cumpra sua funcionalidade sem problemas.

7. Bons fornecedores

Mais uma vez, em geral, uma conveniência de franquia tem que se manter leal ao que o empregador diz, tanto em questões estruturais quanto do fornecimento de itens. Geralmente esses são repostos conforme parcerias da franquia.

Agora, caso não seja uma loja franquiada, é preciso manter alguns contatos para adquirir sempre as melhores mercadorias para que o seu estabelecimento se mantenha no topo da preferência dos consumidores.

8. Escolha uma equipe de excelência

Além das mercadorias, o serviço oferecido também é muito avaliado. Ninguém gosta de ser atendido por um funcionário que não mantém contato visual ou mal humorado. É claro que há dias que não são tão bons, mas é imprescindível contar com colaboradores que saibam manter o profissionalismo.

Para isso, profissionais especializados em atendimento ao cliente e com experiência no ramo são os mais indicados para o trabalho, visto que já entendem como tudo funciona e conhecem as estratégias para oferecer um serviço que tenha qualidade.

Com esse passo a passo detalhado, seu empreendimento será um sucesso! E para saber mais sobre outros estabelecimentos e áreas da gestão relacionadas a negócios, não deixe de acompanhar nosso blog!

  • Tags: