20

mar
2020
Gestão de fornecedores: como torná-la aliada do seu negócio?

Em um mercado altamente competitivo, a gestão de processos se torna imprescindível, pois quanto mais assertividade nortearem as atividades de trabalho da empresa, mais real será o lucro, sobretudo quando estamos falando de empresas do segmento do varejo.

Dessa forma, ter uma boa administração é fundamental para todas as áreas da empresa, inclusive, em sua relação com seus fornecedores.

A gestão é fundamental para que você possa atender aos seus clientes. Você precisará de todos os produtos em ordem para lidar com as demandas diárias dos consumidores.

Pensando nisso, a SG Sistemas preparou este post completo para te ajudar a fazer uma gestão de fornecedores eficiente em seu negócio. Acompanhe!

Por que a gestão de fornecedores é tão importante para os negócios?

As grandes empresas, que lidam com a venda a varejo, sem dúvidas, sabem o quanto é importante ter uma boa relação com os fornecedores, principalmente se tratando de supermercados, hipermercados e lojas de departamento que trabalham com um grande número e tipos de produtos variados.

Existem diversos tipos de mercadorias dentro de um supermercado, desde os não perecíveis aos perecíveis, até aqueles altamente perecíveis. Por isso, a relação com cada um dos fornecedores também será diferente. E onde entra a gestão de fornecedores nesse caso?

É importante saber que quando tratamos de gestão de fornecedores não estamos falando apenas de uma boa relação com quem te fornece os insumos que você precisa, mas sim de uma negociação que traz uma abordagem controlada e sistemática para o fornecimento de mercadorias.

Os fornecedores podem, realmente, ter um enorme impacto nos processos de uma empresa.

Eles desempenham papel fundamental na geração de receita e isso nunca deve ser ignorado.

Ser capaz de trabalhar com fornecedores confiáveis ​​e de alta qualidade auxilia qualquer empresa a crescer em grande escala. Agora confira 8 premissas essenciais da gestão de fornecedores!

1. Seus fornecedores não são apenas fornecedores!

Eles são seus parceiros e essa parceria deve se basear não somente em transações financeiras, mas também em confiança e lealdade mútuas.

Faça com que seus fornecedores sintam que fazem parte do seu negócio. Informe-os sobre os processos, como lançamentos de novos produtos e promoções, e ouça suas preocupações.

2. A tecnologia simplifica o gerenciamento de relacionamento com fornecedores!

Invista em um software de gestão que tenha um módulo para fazer a gerência de fornecedores, assim você poderá acompanhar as informações sobre seus fornecedores em um só lugar.

Você ainda pode ir além e instalar um software avançado de gerenciamento de pedidos, que pode ser usado para criar, processar e acompanhar ordens de serviços com seus fornecedores.

Algumas soluções, como o Sistema ERP da SG Sistema, integram essas funções de gerenciamento de fornecedores na mesma plataforma.

3. Pagamentos pontuais são cruciais!

Se você não deseja perder seus fornecedores, a primeira etapa é garantir que os pagamentos sejam feitos.

Dessa forma, você provará que é um cliente confiável e fácil de se trabalhar. Se, por qualquer motivo, não puder efetuar o pagamento em uma data acordada, informe o fornecedor o mais breve possível, deixando claro qual é a data em que ele pode esperar pelo pagamento.

Fornecedores gostam de pagamentos pontuais, assim como você também espera ações pontuais do lado deles. É realmente muito simples. Se estiver com outros problemas, como controlar gastos, as soluções de software, como a automação de pagamento, podem te ajudar a realizar facilmente os pagamentos das faturas e reduzir os erros.

4. Os relacionamentos devem se pautar por uma comunicação clara e objetiva!

Certifique-se de ter uma comunicação clara e objetiva com cada um de seus fornecedores.
Mantenha-os regularmente informados e atualizados sobre sua estratégia e planos para que eles saibam onde se encaixam e como podem ajudar a planejar e se beneficiar desses planos.

Uma comunicação aberta permite que as relações se tornem mais assertivas.

5. Preço é o que você paga, valor é o que você recebe!

Nada é melhor do que aumentar seus lucros, obtendo produtos de qualidade pelo preço certo.

Se você tiver flexibilidade financeira, use-a. Você pode comprar a granel e ter preços melhores, mais estoque em seu balanço ou, ainda, pode pagar um fornecedor mais cedo para conseguir um desconto maior.

Às vezes, vale a pena pagar um pouco mais se o fornecedor está prestando um serviço melhor. Também há preço que se paga porque você precisa oferecer menos tempo para gerenciar o serviço, ou porque você pode confiar inteiramente na entrega ao cliente.

Os relacionamentos são importantes, mas você não deve ficar com um fornecedor apenas porque gosta dele. Escolha os serviços mais certeiros para o seu negócio e perceba que a eficiência é um produto de valor e não apenas o custo.

6. Contratos detalhados facilitam o relacionamento com fornecedores!

Se você compra regularmente de uma mesma pessoa, os contratos de relacionamento com esse fornecedor são obrigatórios. Anote tudo o que ambas as partes esperam da parceria.

Este pode ser um documento simples ou mais complexo, dependendo dos requisitos da sua empresa. Uma ideia é criar um fluxograma para explicar o processo à sua equipe, para que todos saibam seus deveres e possam reconhecer se algo der errado no fluxo de trabalho.

7. Avalie os riscos!

Uma atitude muito importante é sempre avaliar os riscos ao lidar com um fornecedor, especialmente se você tiver uma cadeia de suprimentos complexa.

Sempre peça referências e investigue o histórico de fornecimento que está negociando. Os anos de negócios no mercado são de suma importância.

Também analise se o fornecedor tem preços competitivos e se tem capacidade para atender suas demandas, pois as mercadorias não podem faltar em sua loja.

Tenha em mente que nem sempre o fornecedor mais barato é a melhor opção. Você precisará 100% da entrega pontual. Se ele te decepcionar, sua reputação pode ficar em risco por afetar a entrega a seus clientes.

Avaliando o perfil de risco de seus fornecedores, você consegue atenuar as possíveis falhas e lidar com quaisquer emergências em parceria com seus próprios prestadores de serviço, o que ajuda a minimizar interrupções nos negócios.

8. Entenda: nem todos os fornecedores são iguais!

A medida que o mundo se torna cada vez mais conectado, nos encontramos cada dia mais próximo de fornecedores.

Diante disso, é importante saber que cada cidade, estado ou país possui regras, leis e terminologias diferentes.

A atitude em relação ao trabalho varia de cultura para cultura, portanto, esteja ciente disso e verifique se você está bem nessas condições.

Considere, além disso, as diferenças de moedas, taxas de IVA e outras distinções financeiras. Por fim, leve em conta as divergências de fusos horários para saber quando o fornecedor está disponível para comunicação.

E aí, gostou deste conteúdo? Foi útil para o seu negócio? Entre em contato com a SG Sistemas e conheça as nossas soluções para otimizar os seus processos!

  • Tags: