Atacado e varejo: entenda o que são e qual a diferença entre eles

Atacado e varejo: entenda o que são e qual a diferença entre eles

O ato de comprar faz parte do dia-a-dia das pessoas, seja itens básicos como comida, produtos de higiene e limpeza e até mesmo roupas e sapatos. Tanto para o uso pessoal quanto para o estoque, comprar é preciso e, por conta disso, foram criadas modalidades de compra diferentes, o atacado e varejo.

Mas você sabe o que é compra por atacado e compra por varejo? As duas modalidades têm suas diferenças e especificidades e foram criadas para atender determinados tipos de públicos com necessidades distintas.

Mercado Atacadista

O modelo de negócio atacadista foi criado com o objetivo de vender produtos em grande quantidade por um valor mais baixo e, por isso, o público-alvo são pessoas jurídicas, empresas e revendedores, que necessitam fazer compras em larga escala para abastecimento de estoques.

O maior objetivo do atacado é a revenda de produtos, então esse modelo de negócio é uma ótima opção para fábricas, cooperativas e indústrias. Já que os produtos são produzidos em grande quantidade e vendidos em lotes. 

Esses lotes podem ir parar tanto nas prateleiras dos mercados varejistas, como supermercados e mercearias, quanto em estoques de restaurantes, por exemplo. Aliás, se o seu foco é em supermercados e mercearias, nós publicamos um post guia sobre como montar uma mercearia que vale a pena ser lido! 

Os produtos adquiridos no atacado podem custar até 50% mais barato que no varejo, entretanto, para poder comprar no atacado é necessário um capital alto, já que as vendas são em larga escala e a forma de pagamento não é tão flexível. O mercado varejista consegue vender produtos com valor reduzido por conta do processo em que está inserido e também por não ter despesas com impostos.

atacado

Mercado Varejista

O mercado varejista tem um modelo de negócio mais comum, já que ele compra do atacadista para revender ao consumidor final que adquire esses produtos unitários ou em menor quantidade. Em resumo, o atacadista compra do varejista em grande quantidade para revender ao cliente em pequena quantidade.

Supermercados, lojas de roupas, sapatos e farmácias são os principais exemplos de varejistas. Como o consumidor final compra uma caixa de sabão em pó ou uma calça jeans ao invés do lote fechado, o produto acaba tendo o valor mais elevado em comparação ao atacado.

Existem alguns motivos para que os produtos vendidos no varejo custem um pouco mais caro, como os impostos embutidos pelo sistema tributário, custos pela inserção do produto como logística, controle e prevenção de perdas e também despesas com salário dos funcionários, luz, água, aluguel e até mesmo embalagens e sacolas plásticas.

Mesmo que o produto chegue ao consumidor final com um valor mais alto, a vantagem está nas formas de pagamento, que geralmente são mais flexíveis, permitindo pagar à vista em dinheiro ou parcelado no cartão de crédito, além da liberdade de escolha do cliente.

varejo

Diferenças entre atacado e varejo

Além do público-alvo e do volume de venda dos produtos, também existem outras diferenças entre esses dois modelos de negócio:

  • No atacado a concorrência é bem menor se comparado ao varejo;
  • Por conta da concorrência moderada, o atacadista não precisa fazer grandes investimentos com divulgação e publicidade, diferente do varejista que precisa se destacar em relação aos seus concorrentes e atrair a atenção dos clientes, divulgando promoções e outras vantagens;
  • Como o varejista vende para o consumidor final, é necessário investir na boa aparência do estabelecimento, com prateleiras organizadas, ambiente iluminado e arejado, para que o cliente queira estar naquele lugar. Diferente do atacadista que não precisa necessariamente investir muito nesse aspecto;
  • O varejista também precisa ter lojas com boa localização e comodidades ao cliente, como estacionamento, diferente do atacadista que pode ser um produtor rural ou um fábrica mais afastada dos centros urbanos;
  • No atacado geralmente os produtos são vendidos em lotes ou caixas fechadas de um único produto ou sabor/fragrância, já no varejo o cliente final, como faz a compra por unidade, pode escolher um mesmo produto de sabor diferente.

Exemplo prático entre atacado e varejo

Ainda tem dúvidas sobre atacado e varejo? Veja um exemplo de como essa compra funciona na prática:

Um estabelecimento varejista adquiriu um lote fechado com 1500 cadernos em uma loja atacadista por R$0,80 cada unidade. Uma pessoa precisa somente de 1 caderno e vai a esse estabelecimento e compra por R$2,00 o produto revendido.

Mesmo o consumidor final pagando mais caro pelo caderno ele pode comprar apenas uma unidade no varejo, para pagar mais barato no atacado ele teria que comprar o lote fechado com 1500 cadernos.

O que é atacarejo?

Atualmente o mercado conta com mais um modelo de negócio, o atacarejo, esse modelo une algumas características do atacado e do varejo em um só lugar. Em resumo, o atacarejo vende produtos em grandes quantidades para varejistas e também em pequenas quantidades para o consumidor final com um preço mais baixo que nos supermercados. Você pode conferir mais detalhes no post “Tudo sobre atacarejo”, ao finalizar a leitura você estará totalmente por dentro dessa tendência! 

Os comércios atacarejo são uma boa opção para famílias grandes que necessitam comprar produtos em maior quantidade que no varejo, mas mesmo assim em menor quantidade que no atacado. Dessa forma é possível levar mais, pagando menos.

Sabendo as diferenças entre atacado e varejo fica muito mais fácil definir qual o seu modelo de negócio e como atuar no mercado. 

Aproveite também para ler o nosso post sobre software de automação comercial e descubra qual o melhor para implementar no seu estabelecimento. Até o próximo post!

Roger Toshi

Roger Toshi, apaixonado por tecnologia aplicada ao varejo, é formado em Direito pela Unicesumar, com MBA em Gestão de Pessoas e Liderança pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Desde 2017 atua como gerente Administrativo e de Marketing da SG Sistemas.

Deixe um comentário