Diferença entre faturamento e lucro: Entenda qual é!

Diferença entre faturamento e lucro: Entenda qual é!

Assimilar a diferença entre faturamento e lucro é essencial para uma boa e eficiente administração estratégica de negócios. Ademais, essa compreensão também é a base para mantê-lo saudável e operante. Você a compreende com exatidão? Nunca confundiu faturamento com lucro?

De nada adianta sua empresa, seja ela de varejo ou um food service, ter uma ótima desenvoltura comercial e um sistema de gestão integrada e eficiente se você não souber identificar as diferentes formas de entrada de capital no seu caixa, viu?

Tendo isso em mente, que tal entender de uma vez por todas a diferença entre faturamento e lucro e como cada um desses atores atuam no seu negócio? A SG Sistemas tem as melhores soluções para alavancar seu negócio, seja por meios tecnológicos ou informacionais!

O que é o faturamento em uma empresa?

O faturamento empresarial pode ser definido como uma somatória de todo o dinheiro que entrou no caixa da empresa em um determinado período de tempo, seja ele diário, semanal, mensal, trimestral, semestral ou anual e, ainda, o dinheiro projetado para entrada.

Resumidamente, todo dinheiro de um negócio proveniente da venda de seus produtos ou serviços num determinado período, quando somados, dão vasão ao faturamento da empresa.

Porém, não cometa o erro de confundir, também, faturamento com receita: enquanto o primeiro diz respeito a entrada prevista em um determinado período, o segundo diz respeito a entrada efetiva. Que tal um exemplo?

O seu restaurante atendeu uma mesa que, ao fechar a conta, apresentou gasto de R$ 500. No pagamento, esse valor vou dividido em 2 vezes de R$ 250 no cartão. Deste modo, no final do mês, ao analisar essa transação, o negócio terá faturado R$ 500 de uma só mesa, mas a receita dele, ou seja, o que entrou efetivamente no caixa até o momento é de R$ 250.

Vale destacar que existem 2 tipos de faturamento, e para que essa operação fique clara iremos trazer resumidamente as definições de cada um deles:

  • faturamento bruto: soma de todas as vendas e operações comerciais, sem exclusão de gastos com a manutenção empresarial – cálculo superficial;
  • faturamento líquido: soma de todas as vendas e operações comerciais com a dedução de impostos, cancelamentos, devoluções, etc.

E o lucro de um negócio, o que é?

Basicamente, o lucro é um dinheiro que restou disponível em caixa após a empresa arcar com todas as contas advindas da atividade empresarial, inclusive impostos.

Mas, cá entre nós: não tem como saber quanto uma empresa realmente está lucrando sem saber qual o seu faturamento, ou seja, para conhecer o lucro é preciso estabelecer o cálculo deste sob um período em que o faturamento é conhecido, e que as despesas podem ser deduzidas.

Para auferir o lucro é preciso considerar todas as entradas e deduzir desse total arrecadado tudo o que foi gasto com impostos, compra de insumos, maquinários, manutenção da empresa, energia, água, internet, pagamento de funcionários, aluguel, etc., e o resultado será o lucro líquido da empresa.

O lucro também possui diferentes tipos, vejamos:

  • lucro bruto: diz respeito ao valor ganho em uma venda, diminuído os custos diretos (de produção ou de aquisição de matéria-prima);
  • lucro líquido: diz respeito à rentabilidade empresarial, ou seja, soma-se todo o ganho e desconta-se impostos, taxas, custos e demais despesas diretas e indiretas, gastos operacionais e investimentos;
  • lucro operacional: calculado em relação ao lucro bruto e diz respeito ao dinheiro disponível após a dedução de despesas operacionais.

Ilustração demonstrando os diferentes tipos de lucro

Qual a diferença entre faturamento e lucro?

Apenas para que não restem dúvidas, pontuamos: fundamentalmente, o faturamento é todo o montante financeiro gerado por uma atividade empresarial. Desse modo, valor em receita é somado ao faturamento total de um negócio.

É possível afirmar, também, que o faturamento é um indicador que serve para que a empresa desenvolva controle sobre o número de vendas realizadas em X espaço de tempo, o que é sensacional para adotar medidas para potencializar essas vendas.

Na contramão, o lucro é o valor restante do faturamento após a subtração de custos fixos e variáveis de uma empresa.

E se você deseja entender também sobre o que é receita recorrente, indicamos a leitura do artigo de mesmo nome em nosso blog!

Ilustração demonstrando os conceitos de faturamento e lucro, diferenciando-os

Afinal, o crescimento negocial se baseia no faturamento ou no lucro?

Realmente essa é uma boa indagação: para onde olhar e direcionar minha atenção na gestão financeira da empresa? Faturamento ou lucro?

Começamos afirmando que um é ligado intrinsecamente com o outro e não observar ambos é a maior decisão errada que sua gestão pode tomar. Mas, é preciso também declarar que o lucro é quem dita o caminho de um crescimento rentável à atividade empresarial.

Como aumentar o faturamento e o lucro de um negócio?

A palavra de ordem aqui é investimento. Podemos usar três vias conjuntamente para isso:

Entender a diferença básica entre ambos já lhe fornece munição o suficiente para potencializar seu negócio, e onde manter o foco: nunca deixar o lucro para depois é uma estratégia sensata, afinal o dia do lucro é hoje!

Roger Toshi

Roger Toshi, apaixonado por tecnologia aplicada ao varejo, é formado em Direito pela Unicesumar, com MBA em Gestão de Pessoas e Liderança pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Desde 2017 atua como gerente Administrativo e de Marketing da SG Sistemas.

Deixe um comentário