16

jan
2019
Como elaborar um plano de marketing para o seu supermercado.

Plano de marketing para o seu supermercado? Será que você precisa de um?

Em uma sociedade de informação rápida como a nossa, o marketing já provou que é uma atividade altamente oportuna em todas as áreas. Se você ainda não pensou em um plano de marketing para o seu supermercado por acreditar que um ramo de varejo tão amplo dispensa os pormenores desse tipo de projeto, repense.

O marketing vai muito além de simplesmente alavancar vendas em uma determinada situação, ele cria uma identidade do seu negócio e perfila seus consumidores para viabilizar o maior conjunto de táticas de fidelização, que irão manter um cliente para muito além de uma compra ocasional.

Expandir seu negócio tem uma relação muito intrínseca com esse modelo de imagem do empreendimento, afinal, supermercados terão aos montes, mas conseguir identificar suas capacidades, os anseios dos consumidores e projetar tudo isso de uma forma prática e organizada será um grande diferencial que poderá colocar seu supermercado à frente daqueles que não fizeram um catching up.

Como criar um plano de marketing para o seu supermercado?

Os do’s e don’ts de como começar a pôr a mão na massa são muito importantes para que você não desperdice energia com cenários muito grandes e objetivos muito amplos. É importante afunilar as ideias para ser capaz de colocar, pouco a pouco, seus planos em ação. Comece pelo fundamental:

Quem somos nós?

Responda de forma sincera e de acordo com seus princípios: quais são os ideais do seu empreendimento, quais os anseios, como você mesmo enxerga o seu negócio?

Quem é o meu público?

Claro que o público pode ser diverso e difuso. Mas, se pensar com mais exatidão, você conseguirá separar alguns perfis de consumidores que se sintonizam com os ideais da sua marca, ou aqueles perfis com os quais você gostaria de harmonizar.

Tente ser bem específico e busque entender quais fatores, em especial, você acredita que crie essas conexões. A lista pode crescer com o tempo, mas é importante que, ao menos de início, você tente ser conciso.

Quais são meus objetivos?

Respondendo as duas primeiras perguntas, talvez essa resposta já esteja mais ou menos encaminhada. Defina bem quais são seus objetivos, pois essa é uma das principais formas de ter clareza ao criar táticas que o farão chegar lá.

Quanto posso investir para atingir meus objetivos?

Ter um bom balanço e uma visão racional dos seus princípios e objetivos irão moldar os meios de ação na conformidade dos recursos que você dispõe. De forma que não acabe fazendo um plano muito mirabolante e caro e nem um plano fraco, com pouca projeção. Seja fiel as suas limitações e metas, tentando sempre manter um bom equilíbrio entre elas.

Como, exatamente, chegarei lá?

Esse é o momento de partir de vez para o plano prático. Pesquise, observe o comportamento de outros empreendimentos, tenha os olhos abertos para grandes sacadas e racionalize tudo isso.
Faça pequenos experimentos, investimentos em anúncios, promoções temáticas, discurso visual com apelo especial ao perfil de clientes que elencou. Vá observando quanto o negócio cresce em relação a cada tática testada, de modo que você consiga fazer alguma projeção do impacto e do custo x benefício antes de tomar uma postura mais ambiciosa em seus métodos. Não deixe de explorar todos os nichos que te parecerem viáveis, mas vá aos poucos e tome nota de tudo.

Capacite!

Compartilhe todos os seus princípios, insights, métodos e projeções com seus colaboradores. Quando todos pensarem dentro da mesma ideia, é muito mais fácil que as coisas aconteçam de forma orgânica e cada um entenda e tome seu posto no processo de fazer tudo isso acontecer!

Esteja aberto à críticas e novas ideias: pode ser que às vezes percamos alguma boa ideia ou que estejamos muito convictos em algo que outros podem conceber de uma forma diferente. É sempre bom ter mais opiniões para ponderar e agregar a ideia original. Isso fará com que cada um se sinta importante na tomada de decisões, no processo e tenha mais autonomia.


Estipule metas alcançáveis e use um sistema para efetuar o controle!

Entenda que as coisas levam tempo. Especialmente ideias ambiciosas ou arquitetadas para atingir um fim. Tenha paciência e perseverança, mas também não perca a capacidade de reconsiderar e se readaptar.

A maneira mais prática de mensurar todos os êxitos e problemáticas durante o processo é ter um bom controle sobre o volume de vendas, de acesso e de capital proveniente de tais planos. Para isso, apenas caneta e papel não bastarão; você precisa do maior número de dados possível para poder cruzá-los e estudar seus avanços.

A SG Sistemas possui um sistema integrado diversificado que consegue captar e organizar um volume de informações que a mente humana não seria capaz de coordenar: o número de acessos, o volume de consumo, a margem de despesas, de lucro, a sazonalidade do consumo, os perfis dos usuários e outros tipos de movimentações que são dignas de nota.

Assim, com transparência, você terá um material para estudar com precisão seu desenvolvimento e ter muito mais segurança para dar um novo passo ou repensar algum aspecto junto com a equipe.

Aliar o maior número de inteligências, de análises e dados, pensar grande e ter recursos que ajudam a ponderar de forma racional seus projetos é uma chave para manter um crescimento constante e seguro.

Equilíbrio dá estabilidade para seguir consciente de suas táticas e ações. A SG Sistemas acredita nesses princípios e exatamente por isso desenvolve soluções para agregar à vida dos empreendedores que buscam expandir suas competências e crescer junto conosco.
Acesse nosso site para conhecer mais nossos projetos e confira também o nosso blog, repleto de informações e dicas importantes para o mundo do varejo e muito mais. Assine a newsletter e esteja sempre bem informado em primeira mão!

  • Tags: