14

jul
2020
Ruptura de estoque: o que é e como evitar?

A ruptura de estoque é uma das coisas que amedronta os donos e gestores de supermercados. Afinal, com essa quebra, corre-se o risco de perder clientes ou receber reclamações, ainda mais se não for controlada.

Mas, afinal, você sabe o que é isso? O nome é mais sugestivo do que você imagina, mas as causas e as consequências dessa situação podem ir além do que você possa esperar. Por isso, é essencial entender tudo sobre a ruptura de estoque para poder lidar com ela da melhor maneira no seu negócio.

Pensando nisso, a equipe da SG Sistemas, que entende tudo sobre os supermercados, preparou esse conteúdo completo para você entender o que é, por que acontece e como evitar essa ruptura. Quer aprender mais sobre o assunto? Então, vamos lá!

O que é a ruptura de estoque e como afeta o seu negócio

É bem provável que isso já tenha acontecido com você: foi até um supermercado em busca de um produto, mas, chegando lá, a sessão estava vazia. Bem, é isso que chamamos de ruptura de estoque e temos certeza de que você não ficou muito satisfeito quando passou por essa situação.

Se você não ficaria feliz, o seu cliente também não, certo? A falta de produtos nas gôndolas, ainda mais os de alta rotatividade pode resultar em grandes perdas de vendas, entre outros problemas que diminuem seus lucros.

Para você ter uma noção dos efeitos das prateleiras vazias, aqui vão alguns números:

  • Pode resultar entre 5 e 10% menos vendas;
  • Mais de ⅔ das decisões de compra são feitas diante da gôndola;
  • ⅓ dos clientes vão a outra loja (concorrente) buscar o mesmo produto.

Seja qual for o tamanho do seu negócio, esses números podem resultar em um montante significativo, ainda mais se for recorrente.

Por que a ruptura de estoque acontece: saiba as possíveis causas

Quando o assunto é controle de estoque em comércios e supermercados, muitas vezes, o único problema pode ter diferentes origens. Falta de planejamento, má execução de projeto, entre outras coisas.

No caso da quebra de estoque, isso também acontece. Existe mais de uma possível causa para esse empecilho. Então, conheça-as e saiba o que você pode estar fazendo de errado por aí:

Desconsideração do estoque de cobertura

Quando você estabelece o volume de compras antes de outras etapas, pode acontecer de que o comercial desconsidere o estoque de cobertura para aqueles produtos que demoram a chegar dos fornecedores.

Ignorar rupturas anteriores

Não levar em consideração uma ruptura já sofrida faz com que as compras se baseiem apenas no histórico de vendas. Comprando a mesma quantidade sem levar em conta aquilo que não foi vendido por falta de produtos vai resultar na mesma ruptura novamente.

Falta de avaliação de promoções sobre o giro de um produto

Se você coloca um produto em promoção, é provável que as vendas dos produtos concorrentes caiam sobre o ofertado, resultando em uma demanda diferente de estoque. Sem avaliar esse aumento de vendas em uma marca e queda em outras, não é possível comprar o estoque correto.

Uso de reposição automática

Sem um sistema de sincronização de dados eficaz, o varejo e a indústria trabalham com informações desencontradas, o que resulta em demoras no disparo para novos pedidos de compra.

Falta de conferência do estoque físico com o do sistema

Ao longo dos dias, podem ocorrer perdas, roubos ou outras situações que podem gerar divergências entre a quantidade de produtos nas gôndolas e a registrada no sistema. Sem conferir os valores reais periodicamente, não se sabe exatamente quantos produtos faltaram.

Problemas com pedidos e entregas

Se o pedido de compras for feito de forma incorreta ou incompleta, ou se o fornecedor atrasar por algum motivo e você estiver no limite, as chances de ocorrer ruptura de estoque aumentam.

Tive ruptura de estoque, o que fazer? SG responde!

Para que você não tenha que se perguntar como resolver a ruptura, que tal aprender a evitá-la? Assim, você se previne de perdas e muitas dores de cabeça. Então, fique esperto:

  • Mantenha um controle regular de estoque e do cadastro de produtos que estão na loja;
  • Confira o estoque antes de divulgar e realizar qualquer promoção;
  • Mantenha-se alinhado com os fornecedores em relação aos prazos de entrega;
  • Mantenha como meta o nível zero para ruptura e fiscalize-o;
  • Analisar e registrar com antecedência a falta de produtos no estoque;
  • Ter um plano de ação alternativo para caso ocorra falta de produtos no estoque;
  • Usar tecnologias e sistemas confiáveis para obter informações sobre o estoque de forma resumida.

Como prevenir erros humanos na ruptura de estoque

Bem, como você deve saber, o controle de estoque está ligado a muito mais fatores do que uma pessoa e alguns sistemas. Em especial, é a equipe como um todo e o seu planejamento que causam grande interferência na prevenção de uma ruptura.

Então, que tal investir na capacitação da sua equipe? Se você garantir ferradas de qualidade e colaboradores qualificados, as chances de evitar esses transtornos caem muito! Afinal, não adianta nada ter processos e sistemas incríveis sem pessoas que saibam aproveitá-los.

Conhecer o contexto social onde sua loja está também faz toda a diferença. Entender as necessidades, preferências e hábitos dos clientes ajuda a saber quais produtos priorizar e quais têm baixa demanda, além de entender quais mercadorias podem trazer mais retorno financeiro.

Também é importante contar com um sistema tecnológico que te auxilie a pensar estrategicamente, com dados reais, atualizados e confiáveis. Esse sistema deve suprir suas necessidades analíticas e otimizar o seu tempo para que você conquiste ainda mais vendas.

E aí, você já passou por uma ruptura de estoque no supermercado em que atua? Conte para nós como lidou com o problema! Para ficar por dentro de mais conteúdos e dicas sobre gestão de varejos alimentícios, continue acompanhando o blog da SG Sistemas!

  • Tags: