09

set
2020
4 dicas essenciais sobre como montar o seu açougue!

Saber como montar um açougue é uma das principais dúvidas de comerciantes que desejam iniciar nesse ramo ou expandir seus negócios. Para abrir um açougue, é necessário muito mais do que alugar ou comprar uma sala e começar a enchê-la de carne.

Aspectos legais, equipamentos, funcionários, sistemas administrativos são apenas alguns dos fatores a serem considerados. É preciso ter ciência que, apesar de não ser algo difícil, é um processo que deve ser realizado com zelo.

Pensando nisso, a SG Sistemas preparou esse post incrível para oferecer dicas essenciais para abrir esse estabelecimento tão necessário. Vamos lá!

1. O que considerar antes de tudo?

Para abrir um açougue, um plano de negócios deve ser pensado e montado, afinal, onde colocar o estabelecimento? Quanto custará? Entre outras questões. Não adianta abrir qualquer comércio sem entender os pormenores de dados estatísticos.

A localização do açougue deve ser pensada juntamente com a quantidade de consumidores da região. Se for em um bairro pequeno em que não há outro estabelecimento do mesmo ramo, é uma boa possibilidade, mas considere também que não deve haver ter poucas casas. Considere: você terá consumidores?

Também fique de olho nos concorrentes. Muita concorrência pode interferir no alavancamento do seu negócio. Mas se existirem poucos estabelecimentos, estude-os e procure deixar o seu mais completo, com bebidas e outras opções, e preços melhores.

Outro fato a ser considerado é o capital de giro. Você tem um bom capital de giro para manter a empresa? Esse recurso é indispensável para um empreendimento, pois são os recursos financeiros que mantém as operações necessárias para o negócio.

Se você não entende a importância desse requisito, confira o post sobre o que é capital de giro do blog SG Sistema e fique por dentro de tudo!

Depois de ter tudo organizado em um planejamento, é hora de cuidar da burocracia. A documentação é o que torna o estabelecimento real.

Existem alguns locais e cidades que podem exigir outras coisas, mas os documentos mais comuns são CNPJ, registro na Junta Comercial e na Secretaria da Estadual da Fazenda, alvará de funcionamento da prefeitura do município e da vigilância sanitária, vistoria e aprovação do Corpo de Bombeiros Militar, ter nome no sindicato patronal e registro na Caixa Econômica Federal.

Com toda a documentação confirmada, você deve, então, pensar em um modo de gestão que deixe tudo organizado e facilite a administração do seu estabelecimento.

2. Gerenciando seu açougue com qualidade!

Você sabe que os estabelecimentos, de qualquer natureza, precisam de sistemas organizados e eficientes para que tudo funcione de maneira eficaz, não é? Em estabelecimentos alimentícios, isso, muitas vezes, dita se a empreitada será um sucesso ou não.

Tecnologicamente, você precisa de um bom software. Fazer tudo anotado em agendas e cadernos ficou para trás, os computadores agora podem fazer tudo! É claro que você pode anotar uma coisa ou outra no papel, mas prefira a tecnologia como uma aliada. Papéis estragam, banco de dados dificilmente são perdidos.

Você precisa de um sistema super completo para todos os tipos de empresas que gere aspectos administrativos, como finanças, precificação de produtos, e operacionais, como estoque, pesquisa de preços e muito mais! Se você quer administrar bem o seu açougue, um sistema assim é essencial!

Documentação pronta e sistema administrativo escolhido? Então é a hora de comprar os equipamentos.

3. Maquinário e acessórios para açougue

Conheça profundamente o estabelecimento, pesquise e saiba exatamente o que é necessário para o seu funcionamento. Uma casa de carnes deve sempre oferecer o melhor, afinal lidar com alimentação é coisa séria!

Saiba qual o melhor tipo de estoque para suprir todas as demandas da clientela e tenha todos os equipamentos para açougue. Uma casa de carnes de qualidade deve ter os melhores maquinários, e não são poucos, viu? Todos igualmente necessários. São eles:

  • Refrigeração

Câmaras frias, geladeiras industriais e vitrines frigoríficos são de extrema relevância para que a carne seja conservada com qualidade e que não tenha chances de estragar rapidamente.

  • Balcões

Balcões de atendimento e exposição refrigerada dos produtos ditam a aparência da casa de carnes. Aquelas carnes frescas e bem cortadas, de primeira qualidade, chamam a atenção dos clientes mais do que qualquer coisa. Invista em balcões duráveis e com bom design.

  • Equipamento de corte

Serras-fitas e outras máquinas de corte são indispensáveis para qualidade de trabalho, para segurança dos trabalhadores e para a lucratividade, visto que diminui o tempo de preparação e, consequentemente, menor espera dos clientes.

  • Moedor e picador de carne

Para linguiças, salames e carnes moídas, um picador de carne resistente e de alto desempenho infere diretamente na qualidade do produto. Será sempre possível oferecer uma carne moída fresquinha para os consumidores.

  • Higienização

Os equipamentos do açougue precisam ser constantemente higienizados para que não estrague os produtos e para garantir um consumo saudável para os clientes. Por isso, invista pesado na higienização das máquinas da sua casa de carne.

  • Outros acessórios

Além dos citados acima, há muitas outras coisas para seu estabelecimento, como balanças, ensacadeiras, assadeiras de carne, aventais e produtos de segurança no geral para seus funcionários.

Não deixe de comprar nada, invista no seu comércio! Qualidade, muitas vezes, ganha de quantidade. Não importa se você terá vinte, trinta ou cem clientes diariamente, o importante é oferecer o melhor serviço e fidelizá-los.

4. Por último, mas não menos importante: o pessoal da sua empresa

Funcionários capacitados e especializados no assunto sempre serão os melhores em qualquer área. Para os açougues, isso não é diferente. Contrate pessoas que conhecem sobre as carnes, que possuem experiência em casas de carne, e que são boas no que fazem!

Além disso, preste sempre atenção nos aspectos de relacionamentos pessoais. Não adianta ter um funcionário ótimo em conhecimento, se no atendimento ele não pratica a empatia, proatividade e disposição, concorda?

Tenha em mente que o relacionamento com fornecedores é importante. Procure bons fornecedores, que possuem as melhores carnes e crie um vínculo. A relação ganha-ganha é garantia de sucesso!

Então, o que achou das dicas? Seguindo tudo isso, sua casa de carnes será um sucesso. Para posts sobre como administrar seus negócios e muito mais, não deixe de conferir o blog da SG Sistemas! Até a próxima!

  • Tags: