13

out
2020
Estoque máximo: entenda tudo sobre esse indicador!

Para uma boa administração de sua empresa, é necessário entender que alguns indicadores são extremamente relevantes para que ela seja um sucesso. Você tem conhecimento sobre o que é estoque máximo? Ele é imprescindível para propiciar um controle de mercadoria que seja eficiente, especialmente se o seu estabelecimento é do tipo varejista.

Para não passar apertado ou no negativo no final do mês, donos de empreendimentos que trabalham com venda devem se atentar a todas as questões de armazenagem, visto que são esses produtos que trarão lucro.

É dono(a) de um comércio de varejo e está tendo dificuldades em controlar o depósito? Então, não deixe de conferir esse post. Hoje, a SG Sistemas vai explicar tudo!

O que é o estoque máximo?

O estoque máximo, em linhas gerais, é a soma da totalidade dos produtos do tipo mínimo com a compra do lote de reposição desses. É extremamente necessário para que você evite certos problemas, como perda e falta de giro de mercadorias e a ruptura, além de muitos outros que prejudicam a empresa.

Quer saber mais sobre o que caracteriza a ruptura de estoque e por que isso acontece? Ela afeta muito o seu negócio, então é importante conhecer a fundo sobre o assunto. Confira nosso post completo sobre esse risco!

Realizar a soma dessa sistematização é bem prática. Primeiro, você precisa ter os dados do mínimo pela conta do custo médio diário de produto, que é realizado pela divisão do consumo pelo tempo, multiplicado pelo prazo de reposição.

Se você ficou com dúvidas, temos, em nosso blog, um conteúdo acerca de como fazer o cálculo do estoque mínimo. Não perca!

Feito essas operações, você terá um dos valores para adicionar na soma final.

Assim:

Estoque mínimo + Lote de Reposição = Estoque Máximo

Fazendo esse cálculo, você não precisa se preocupar com reposição errada e consequentes danos ao seu empreendimento. Evite dores de cabeça e invista nesse tipo de armazenagem!

Por que manter um bom controle de mercadorias?

Existem muitos outros tipos de estoque, esses possuem características que os tornam adequados para certos tipos de empresas. Para estabelecimentos de venda de produtos, é muito importante manter um controle eficiente para evitar imprevistos no momento de comercializar as mercadorias.

Além disso, também serve para que não haja outros problemas que podem prejudicar grandemente a empresa, como deixá-lo parado, produtos passados do prazo de validade, déficit financeiro, entre outras coisas.

Esse controle é necessário principalmente para empresas, visto que, para se manter até a estabilização do negócio, não podem acontecer problemas de falta de mercadorias ou pouca saída dessas, acarretando em dívidas.

É uma situação bem complicada abrir a sua firma e perdê-la tempos depois, não é? Além do prejuízo de investimento, há a decepção e a tristeza por não ter dado certo o que você sonhou para conquistar.

Ademais, prestando atenção na estocagem e deixando tudo bem contabilizado é mais fácil de verificar quais produtos têm demanda mais alta e mais baixa, auxiliando no momento de fazer novos pedidos para os fornecedores. O mais viável é ter um bom software para informatização de centrais de compra, assim você mantém um bom fluxo de abastecimento.

Com uma boa provisão, a sua marca também ficará mais conhecida em sua cidade, ficando nas graças do povo e se tornando o primeiro local de compra que os clientes irão para satisfazer suas necessidades e exigências.

Mais uma vantagem de uma gestão eficiente e de qualidade, é a lucratividade. Com produtos sempre repostos e com demanda alta, o lucro de sua empresa vai aumentar! Assim, ela cresce mais em questões estruturais e você pode oferecer mais empregos, o que evita a sobrecarga de tarefas para os colaboradores.

Por isso, não deixe de considerar que, para que tudo caminhe corretamente, é preciso apostar em indicadores que trazem benefícios ao seu empreendimento.

Evite erros no controle: saiba o que não fazer!

Existem algumas práticas errôneas que podem prejudicar nessa delimitação, que, mesmo que opte pelo estoque máximo, pode causar consequências que são facilmente evitadas se a gestão se atentar.

Pode ser considerado como uma delas a comunicação interna ruim, como colabores desavisados sobre mudanças de preços, promoções ou uma nova forma de separar as mercadorias. Isso causa uma extrema confusão! Por isso, os gerentes devem tentar ao máximo deixar todo mundo ciente para que não haja problemas maiores.

Da mesma forma que não conhecer os clientes para quem você vende pode afetar seus resultados. O que eles consomem? Quais suas preferências e marcas? Compram pouco ou muito? É um público adulto ou mais jovem? Tudo isso faz muita diferença na hora do planejamento!

E esse planejamento deve ser feito para muitos meses, para não ter o problema de ter que refazê-lo todo mês. Otimize o seu tempo!

Não é muito complicado fazer o estoque máximo da forma correta, não é? Com essa tática, sua firma terá muito mais sucesso! E para conhecer outros modelos e tipos de gestões, não deixe de nos acompanhar! O blog da SG Sistemas está empenhado em facilitar o seu negócio!

  • Tags: