Saiba como realizar a gestão de pessoas e a sua importância

Saiba como realizar a gestão de pessoas e a sua importância

Mais que cuidar dos negócios, a gestão de pessoas é um dos passos para garantir que os colaboradores fiquem satisfeitos com o local de trabalho e criem um bom fluxo nas demandas do seu dia a dia. Além, claro, de garantir um bom clima organizacional.

Afinal, colaboradores bem tratados trabalham mais satisfeitos e isso reflete diretamente na percepção que o cliente tem sobre a empresa. Desse modo, ter uma boa gestão é uma via de mão dupla, visto que o que for benéfico para o trabalhador, beneficiará a empresa e o gestor da área.

Pensando nisso, separamos alguns tópicos para te explicar melhor sobre a importância da gestão de pessoas e quais as vantagens de implementá-la em sua empresa. Continue conosco e aproveite a leitura!

O que é a gestão de pessoas?

A gestão de pessoas é exercida pelo próprio gestor da área, assim, ele é responsável por administrar os colaboradores de uma empresa. Desse modo, ele precisa realocar os recursos, auxiliar as pessoas e promover as movimentações internas conforme a demanda.

Com isso, o gestor deve estar em sintonia com o ambiente e com as pessoas que trabalham nele. Dessa maneira, ele conseguirá exercer corretamente o seu papel, entendendo, ouvindo e fazendo ações em prol da sua equipe liderada. Confira quais são as responsabilidades de um gestor e o seu papel:

  • Determinar metas reais;
  • Desenvolver ações para o desenvolvimento da equipe;
  • Integrá-los com as suas funções;
  • Garantir o fluxo de organização;
  • Incentivar o trabalho e as melhorias;
  • Criar uma relação com o local de trabalho.

Entenda mais sobre gestão integrada: características, funcionalidades e benefícios.

Quais são os pilares da gestão de pessoas?

Por mais que tenham vários aspectos que sejam super necessários para manter uma boa gestão de pessoas, três deles acabam se destacando, uma vez que eles são a base para garantir o funcionamento dos demais.

1. Liderança

Para que tudo corra bem em uma empresa os funcionários tenham um bom desenvolvimento, a liderança do gestor deve estar em primeiro lugar. Afinal, de nada adianta ter um ótimo plano de ação e capacitação se essa característica não estiver presente no líder.

2. Capacitação e feedback

Esses são dois pontos que devem andar juntos, afinal, sempre que um colaborador tiver uma nova capacitação visando o seu desenvolvimento é fundamental entender como está seu processo. Ou seja, é uma forma de mostrar pontos positivos e de melhoria para deixar o trabalho dele melhor e mais assertivo para o que a empresa precisa.

3. Motivação

Além de uma boa liderança, capacitação e feedback, o colaborador deve se sentir motivado. Assim, cabe ao gestor da área procurar meios para que isso ocorra, seja com mais capacitados, feedback e, principalmente, com aumento na sua remuneração conforme o seu desempenho.

Leias mais: como realizar a gestão de pessoas no ramo supermercadista.

Quais os impactos de uma má gestão de pessoas?

Uma má gestão de funcionários pode criar diversos problemas para o ambiente de trabalho, inclusive prejuízos! Por isso, gestão de pessoas é um assunto que deve ser levado a sério.

Se pararmos para analisar, uma empresa que conta com uma má gestão pode apresentar uma alta rotatividade de funcionários. Nesse sentido, os motivos para uma alta rotatividade de funcionários podem ser desde a dificuldade encontrar mão de obra especializada, ou mesmo pela dificuldade da empresa em reter talentos.

Por exemplo, segundo a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), cerca de 50% dos supermercadistas declaram que têm dificuldades em encontrar mão de obra qualificada.

Ainda, segundo o mesmo órgão, essa barreira mudará em breve, pois cada vez mais os brasileiros estão buscando se qualificar para trabalhar nessa área. Porém, por mais que a área apresente essa dificuldade, a taxa de rotação de funcionários nos supermercados está longe de ser a ideal e ainda há muito trabalho a ser feito.

E, por mais que eles consigam contratar pessoas, eles não conseguem desenvolvê-las nem mesmo manter as que já têm conhecimento e experiência na área. Por essa razão, é preciso que todos os empreendimentos desenvolvam uma boa estrutura para o quadro de funcionários.

Quais são as dificuldades encontradas na hora da contratação?

Em alguns casos, podemos identificar a falta de preparação dos profissionais de recursos humanos na hora de contratar. Isso acontece porque nem sempre a equipe está preparada e alinhada sobre os perfis ideais para o trabalho. Com isso, eles acabam contratando pessoas boas, mas que não criam um vínculo e se adaptam bem ao ambiente.

Desse modo, é preciso serem feitas análises sobre informações importantes oferecidas pelos candidatos e conferir se elas batem com o esperado para esse tipo de trabalho. Para isso, a equipe de contratação também deve estar aliada com o gestor da área para compreender, de fato, todos os apontamentos.

Assim, é possível tomar decisões em relação às práticas e políticas de contratação e garantir que todas as pessoas que ingressem na empresa tenham mais chances de ficar nela.

O que pode dificultar a gestão de pessoas e a retenção de talentos?

A redução de investimentos pode fazer com que a saída de funcionários aumente consideravelmente. Isso ocorre porque os investimentos com capacitação e retenção de funcionários não são valorizados por várias instituições e isso implica também em funcionários despreparados e descontentes.

Além da redução de investimentos, muitas empresas desconhecem planos de ação de retenção de funcionários, revelando um cenário preocupante na gestão de pessoas no ramo.

Quais estratégias utilizar para uma boa gestão de pessoas?

Uma estratégia considerada muito válida e que já vem sendo adotada há algum tempo, por muitas empresas, é o treinamento contínuo do funcionário, fazendo com que ele passe por diversos setores da empresa, adquirindo uma visão macro do negócio.

Muitas empresas apostam também em pessoas em busca do primeiro emprego, uma vez que há a possibilidade de ensinar o funcionário, conforme o estilo de trabalho da empresa. Isso facilita o trabalho até mesmo do gestor da área, visto que consegue realizar um treinamento mais personalizado e com a cara da empresa.

Inclusive, no SG Cast temos um episódio dedicado a Gestão de Treinamento.

[INCORPORAR AQUI]

Portanto, vimos como é importante os gestores entenderem e se prepararem para treinar e desenvolver mesmo. Assim, chegamos a conclusão que é preciso investir, também, no capital humano e não somente no local. Esse investimento pode ser feito em forma de treinamentos, palestras, eventos, bônus ou prêmios de incentivo por produção, ou qualidade no atendimento.

Gostou do conteúdo? Aproveite a leitura e confira também nosso post com 10 dicas para fazer uma gestão de equipe simples e assertiva. Navegue mais pelo blog da SG Sistemas e confira muito mais. Até a próxima!

Avalie esse post

Roger Toshi

Roger Toshi, apaixonado por tecnologia aplicada ao varejo, é formado em Direito pela Unicesumar, com MBA em Gestão de Pessoas e Liderança pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Desde 2017 atua como gerente Administrativo e de Marketing da SG Sistemas.

Deixe um comentário