08

mai
2020
Precificação: saiba como calcular o preço do seu produto

Você sabe o que é e como fazer precificação? Essa estratégia vai muito além de estabelecer o custo da sua mercadoria, seja ela um produto ou serviço. É o processo de construção do valor e do preço de determinado bem comercializável que leva em consideração diversos fatores.

Por ser parte fundamental do seu negócio e servir de base para estratégias de outras áreas, é uma atividade que necessita de uma análise detalhada e um cálculo que envolve toda a produção, desde o investimento em mão de obra até a chegada ao consumidor.

Para desenvolver assertivamente a precificação do seu negócio e aprimorar sua estratégia de vendas, trouxemos algumas orientações efetivas que podem ajudar. Durante o processo, não se esqueça de dois princípios básicos:

1- Preço e valor são conceitos diferentes;
2- O preço não é fator determinante de compra.

Acompanhe o post da SG Sistemas e tire suas dúvidas sobre o assunto!

O que é precificação?

A precificação é o processo estratégico para calcular o valor e o preço de venda de produtos ou serviços. O cálculo precisa analisar diversos fatores como a média da concorrência e quanto o cliente aceitaria pagar.

Você não leu errado: há diferenciação entre valor e preço. Esses termos normalmente são utilizados como sinônimos, mas os conceitos são distintos e fazem muita diferença na técnica de precificação. Veja só:

  • Preço

O preço é a parte quantitativa, matematicamente exata deste processo. Para defini-lo, basta calcular tudo o que foi gasto para desenvolver o produto final, desde a compra da matéria-prima até que ele chegue ao consumidor - ou mesmo depois, para cobrir as despesas com a garantia, por exemplo.

Podem entrar nessa etapa os investimentos em insumos, mão de obra, maquinário e espaço para a produção, ações de divulgação, a transportadora, entre outras variáveis. Além disso, é importante somar o lucro que você deseja ter com as vendas.

  • Valor

Já o valor de um produto ou serviço é mais difícil de ser estabelecido, pois não se trata de um cálculo exato; é qualitativo. Você deve levar em conta a solução que aquilo leva ao consumidor, ou seja, que tipo de problema ele resolve.

Também deve pensar na percepção que o cliente tem da empresa e do produto, no posicionamento de mercado, no status que a marca oferece a ele, nas inovações utilizadas para o desenvolvimento, entre outros aspectos.

Neste momento, é possível perceber que o preço é apenas um dos fatores levados em consideração na hora da compra, não o único ou o principal. É muito comum adquirirmos um produto mais caro, mas que tenha mais qualidade ou agregue mais valor ao nosso estilo de vida.

O preço é definido por quem desenvolveu a mercadoria, enquanto o valor é estabelecido por seu público.

É importante entender essas concepções para que a estratégia de precificação seja mais assertiva. Para que isso aconteça, é necessário unir e alinhar as duas etapas: valor e preço.

Para que serve a precificação?

Além do objetivo óbvio de definir o melhor preço para as produções da sua empresa, essa estratégia traz diversos benefícios para o negócio. A importância da precificação se dá por inúmeros fatores, como:

Atender expectativas dos clientes

Com a análise da precificação é possível atingir o equilíbrio entre o valor do seu produto ou serviço e o que o que cliente pode pagar por ele. Isso evita que seus preços estejam muito abaixo ou muito acima do esperado e te ajuda a compreender o valor que sua marca agrega ao público.

Alinhar-se ao mercado

Além de alinhar seus preços com o público, é necessário manter-se coerente com o mercado. Isso deixa o setor aquecido e garante que você se destaque em meio à concorrência.

Guiar estratégias de outros setores

A precificação é a base para definir estratégias possíveis em outras áreas - é o que te ajuda a planejar, por exemplo, descontos e promoções e as campanhas sazonais (em datas comemorativas ou na Black Friday) com a garantia de não ter prejuízo. Também é essencial para projetar e guiar as ações futuras de investimento e crescimento do negócio.

Como fazer a precificação de produtos?

Como dito anteriormente, o processo de precificação deve atender a diversos fatores que incluem o custo de produção, a concorrência, o valor agregado, a demanda, o poder aquisitivo do público, entre outros. Para entender melhor esses conceitos, veja o que levar em consideração na hora de desenvolver essa tática:

Calcule o custo total de produção

A primeira coisa a se fazer é calcular todas as despesas envolvidas na produção do seu produto, da compra de insumos até o suporte após a entrega ao cliente. Não se esqueça de incluir os impostos pagos, os investimentos em divulgação e outros custos variáveis. Antes de pensar em lucro é imprescindível otimizar o custo de produção.

Faça uma estimativa do lucro pretendido

Agora sim, depois de conseguir bancar a produção, é hora de pensar no lucro. Calcule uma margem progressiva, para que você possa aplicar o dinheiro e investir cada vez mais no desenvolvimento do seu negócio.

Agregue o valor percebido ao custo final

Já vimos que o valor percebido pelo público tem forte impacto na precificação; não se esqueça de levar isso em conta no seu cálculo. Analise se o seu produto ou serviço resolve um problema básico do cliente, se a sua marca tem um branding forte, se seu nome já está consolidado no mercado, se o consumidor percebe o cuidado com o processo, entre outros fatores.

Avalie o mercado

Parte importante do processo, a avaliação do mercado te permite entender o que se passa na cabeça do consumidor ao optar por uma determinada marca. Faça um benchmark para encontrar o equilíbrio entre o máximo lucro possível e a média cobrada pelo segmento.

A precificação é fundamental para o planejamento de qualquer empresa, independentemente do tamanho. Este artigo te ajudou a entender melhor o processo de estabelecer os preços e valores na sua empresa? Continue acompanhando o blog da SG Sistemas e conheça nossas soluções para agilizar o atendimento aos clientes!

  • Tags: