O que é gargalo e como identificá-lo no meu negócio?

O que é gargalo e como identificá-lo no meu negócio?

Se já viu algum conteúdo sobre otimizações em empresas e saiu com aquela dúvida sobre o que é gargalo, seus problemas acabaram – bom, ao menos um deles sim! Esse conceito sempre está presente nas discussões sobre gestão e pode impactar significantemente o desempenho da empresa.

O blog da SG Sistemas possui os melhores conteúdos para auxiliar empreendedores. Por isso, continue a leitura e encontre as principais informações sobre o tema, exemplos, quais gargalos existem e muito mais!

Afinal, o que são gargalos?

Esse é o nome dado para fatores que atrapalham o bom desempenho das atividades de uma empresa. São condições que “estrangulam” a produção e acabam se tornando um obstáculo para que os processos aconteçam em sua máxima capacidade. Eles podem estar em qualquer setor ou etapa da rotina empresarial.

Os gargalos podem ser problemas mecânicos, falhas operacionais, mal gerenciamento dos recursos humanos, enorme taxa de retrabalho, e diversas outras situações que prejudicam o bom funcionamento de atividades. Esse conceito foi nomeado justamente por funcionar como a parte mais estreita de uma garrafa, ele afunila o fluxo de líquido – ou de produção –, fazendo que passe uma quantidade menor de cada vez.

Não tem jeito, todo negócio tem diversos gargalos. A verdade é que nunca deixará de existir ao menos um, infelizmente a rotina perfeita de uma fábrica, comércio ou loja online, não existe. Sempre acontecerá algo que acaba sendo um obstáculo para que tudo e todos atuem no 100%. Mas não é por isso que deve deixá-los de lado, eles podem ter consequências muito sérias.

Texto sobreposto no fundo azul sobre o que é um gargalo.

O que os gargalos causam?

O efeito mais notável e preocupante dos gargalos são os impactos financeiros. Eles diminuem o fluxo de produção, ou seja, reduzem o atendimento, a finalização de pedidos, causam atrasos e muitos outros problemas que acabam refletindo nas contas da empresa. A falta de manutenção em um desses fatores problemáticos pode agravar com o tempo, gerando quedas bruscas e prejuízos para o empreendimento.

Caso remeta a um problema com atendimento ou oferta de produtos, ainda irá causar piora no relacionamento com os clientes. Ao buscar comprar em um local e por repetidas vezes não conseguir, acabará não buscando mais seu estabelecimento e indo à concorrência.

Quais são os gargalos empresariais?

Existem gargalos nos mais diversos setores de uma empresa, seja ela indústria ou comércio. É possível dividi-los em dois grandes tipos: gargalos de produção e os de processos. Conheça um pouco mais sobre!

Texto sobre gargalos empresariais sobreposto no fundo azul

      1. Gargalos de processos

      Esses são os problemas relacionados a partes da empresa que não fabricam os produtos ou realizam o serviço diretamente, mas que são essenciais para o bom seguimento do negócio. São questões administrativas e, quase sempre, envolvem recursos humanos e tecnológicos. Eles podem estar, por exemplo, em processos relacionados a:

      • gestão financeira;
      • logística;
      • relação com o público;
      • divulgação;
      • vendas – tanto em sistemas próprios para isso quanto no pagamento;
      • gerenciamento de funcionários.

      Vale a pena conferir nossas dicas para fazer uma gestão de equipe mais assertiva!

      2. Gargalos de produção

      Os gargalos de produção podem estar relacionado, em indústrias ou locais onde vende-se alimentos feitos na hora, etapas da confecção do produto. No entanto, em comércios e, principalmente, em varejos esses problemas são em questões mais internas. Saiba onde podem estar gargalos dessa categoria:

      • controle de estoque;
      • falta de matéria prima;
      • entregas;
      • comunicação entre a equipe;
      • maquinário;
      • sistema de trabalho.

      No caso dos empreendimentos digitais, problemas de servidor, erro técnicos no site, plataforma ruim, entre outros tópicos também estão inclusos aqui.

      Como identificar o que é um gargalo em minha empresa?

      Agora você sabe o que são gargalos, mas são grandes as chances de estar se perguntando se existe algum em sua empresa. Como falamos antes, sempre existirá ao menos um desses obstáculos, então a questão é aprender identificá-los – é isso que iremos ensinar agora. Confira os passos para realizar essa busca!

      • mapeie os principais processos da empresa: liste os processos essenciais para que seu negócio ocorra, por exemplo, compra de materiais, produção, entrega de produtos, gerenciamento de pedidos, entre outros;
      • entenda qual deveria ser a capacidade de cada um: analise e calcule o que deveria ser a capacidade média de cada um desses processos, pense em quanto tempo demora cada etapa e quais os recursos disponíveis para essa prática;
      • compare o ideal com a realidade: coloque lado a lado o quanto essa atividade deveria render e o quanto realmente faz, dessa forma o que estiver abaixo do esperado é onde está o gargalo.

      Esses três passos devem entrar nas rotinas administrativas de sua equipe, mas não deve parar por aí. A análise feita o levará até o que é um gargalo, só que apenas ter essa consciência não basta para que esse fator melhore. É preciso saber como agir!

      O que fazer se identificado um gargalo?

      Após identificar qual o gargalo de sua empresa, busque entender quais as etapas e componentes daquele processo que está com problemas.

      A falha está numa produção industrial? Então o estoque de matérias primas, o maquinário e os operadores dessas ferramentas estão envolvidos. Ou então um supermercado em que o gargalo está sendo as vendas, a reposição de produtos, o gerenciamento de estoque, o atendimento, as formas de pagamento ou a divulgação são pontos conectados a essa operação.

      Ao conseguir observar de forma geral o problema, sabendo item por item relacionado a área onde está o gargalo, está na hora de fazer melhorias em cada um desses fatores.

      No caso das etapas de processos internos, a melhor saída é investir em tecnologia. Sistemas integrados de gestão ajudam o controle financeiro, oferecem relatórios para acompanhar o estoque e identificar a necessidade de reposição, melhoram e ampliam as condições de pagamento e muito mais.

      Temos um post completo sobre como saber o ponto de ressuprimento de seu estoque, confira e não deixe mais que um erro básico desses comprometa seu faturamento.

      Buscar maquinário novo ou a manutenção do que já possui, melhorar o treinamento da equipe, otimizar a gestão de entradas e saídas de matéria prima… Todas essas são ideias de como resolver esse limitador da sua produção. Algumas delas também podem ser melhoradas com sistemas de gestão, e as demais variam conforme o tipo de empreendimento que tiver.

      Esperamos que, na próxima vez que ouvir falar sobre gestão empresarial, não tenha mais dúvidas sobre o que é gargalo. O blog da SG Sistemas possui muitos outros conteúdos sobre práticas que vão favorecer seu negócio. Não deixe de conferir!

      Roger Toshi

      Roger Toshi, apaixonado por tecnologia aplicada ao varejo, é formado em Direito pela Unicesumar, com MBA em Gestão de Pessoas e Liderança pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Desde 2017 atua como gerente Administrativo e de Marketing da SG Sistemas.

      Deixe um comentário