13 dicas de empreendedorismo: como começar com o pé direito

13 dicas de empreendedorismo: como começar com o pé direito

As 13 melhores dicas para quem quer começar a empreender

Seja por necessidade de ganhar dinheiro ou pela vontade de tirar do papel o sonho de ter a própria empresa, o número de empreendedores no Brasil vem crescendo mais a cada ano.

Porém, o que muita gente se esquece é que construir um negócio de sucesso do zero é um percurso repleto de desafios. A falta de planejamento inicial, a competitividade do mercado e a dificuldade de liderar são alguns dos principais pontos que o empreendedor precisa trabalhar com cuidado.

Pensando nisso, hoje a SG Sistemas trouxe dicas de empreendedorismo para você que quer ser seu próprio chefe, confira!

1. Escolha uma área que combine com o seu perfil

A primeira dica para se ter sucesso no seu empreendimento é gostar do que está fazendo. O empreendedor vai viver seu trabalho muito mais tempo do que o horário comercial.

Então, imagine só o seu stress se você escolher a área somente baseada nas necessidades do mercado?

Além disso, muitas vezes a vontade de empreender surge de anos descontentes com cargos que não combinavam com você, então essa é a oportunidade perfeita para fazer o que tem vontade e mudar o cenário profissional.

2. Organize a documentação

Emissão de notas fiscais, datas de entrega, solicitação de materiais, salário dos funcionários, prazos de produção ou de execução do serviço são alguns dos documentos que uma empresa precisa emitir. Dependendo da área, a burocracia é ainda maior.

Para organizar toda essa parte de gestão, o ideal é contar com um programa automatizado, como um ERP ou um CRM, para auxiliar na organização e não se perder no que é necessário.

3. Fuja da informalidade

Com medo de fracassar ou para economizar custos, muitos empreendedores iniciantes optam por começar seu negócio sem registro. Mas essa não é uma boa ideia!

Ter um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) é importante para emitir notas fiscais e dar credibilidade aos clientes na hora de fechar contratos.

Inicialmente, a melhor forma de formalizar sua empresa é optar pelo MEI (Microempreendedor Individual), que se enquadra em um faturamento de até R$ 81.000,00 por ano. Esse registro reúne os impostos e dispensa a contratação inicial de um contador.

4. Defina a sua marca

Qual o seu público-alvo? Como você quer que as pessoas enxerguem a sua marca? Como sua empresa se posiciona? Estas são algumas questões importantes definir na hora de construir uma marca.

Fazer uma pesquisa de público inicial é importante para conhecer quem serão seus possíveis clientes. Tentar atingir todas as pessoas é uma estratégia que tem tudo para dar errado. O marketing empresarial deve ser voltado para o seu público-alvo, assim você aumenta as chances de conquistar um espaço no mercado.

Além disso, crie uma identidade visual com cores e logotipo que seja marcante visualmente. Tenha um site, um cartão de visita e esteja presente nas redes sociais com bons conteúdos interessantes para seus clientes.

Confira o post: Mercado alvo: saiba o que é para aplicar no seu projeto.

5. Considere o cenário econômico do país

A economia do Brasil passa por altos e baixos e esse fator precisa ser considerado na hora de começar a empreender. Em momentos de crise, algumas áreas são mais afetadas, enquanto em outras podem ficar estáveis e até ter potencial de crescimento.

Um exemplo foi o período da Pandemia do Coronavírus. Os eventos como formaturas e casamentos foram proibidos e muitas empresas do ramo não sobreviveram a esse difícil período. Entretanto, muitos empresários conseguiram encontrar outras formas de trabalhar. Os deliverys de alimentos tiveram um alto crescimento, assim como as vendas pela internet.

Então lembre-se de estudar o mercado, ele irá indicar o melhor caminho a ser seguido naquele momento.

6. Consulte pessoas com experiência

Muitas vezes quem tem uma ideia de empreender não gosta de compartilhá-la com outras pessoas. Porém, consultar pessoas que já estão trabalhando a mais tempo na área é uma ótima maneira de evitar erros iniciais.

Além disso, obtenha conhecimento para amadurecer sua ideia inicial. Participar de palestras, assistir webinars e conversar com outros empreendedores pode te ajudar a ter mais insights e a iniciar um negócio com mais assertividade.

7. Esteja preparado para executar diversas funções

No início de qualquer negócio é normal o empreendedor trabalhar sozinho ou ter uma equipe reduzida. Por isso, esteja preparado para executar qualquer serviço dentro da sua empresa.

Serviços de limpeza e manutenção, emissão de documentos fiscais, atendimento ao cliente, desenvolvimento de ideias são algumas das tarefas que o empresário pode precisar executar, às vezes até em um mesmo dia

8. Procure se diferenciar

Uma das principais dicas para empreender é analisar e conhecer os seus concorrentes. Veja como eles atendem seus clientes, quais preços oferecem, qual a qualidade de seus serviços e procure pontos positivos e os que podem melhorar.

O que parece ser um serviço de espião, na verdade, é um estudo que vai te ajudar a encontrar um diferencial e se destacar entre os concorrentes.

9. Mantenha-se atualizado

Lembre-se sempre de analisar a satisfação de seus clientes e se manter atualizado sobre mercado na sua área. Mesmo que você esteja em crescimento, é sempre bom acompanhar o que acontece para se adiantar em casos de necessidade de adaptação.

Referenciando mais uma vez o período da Pandemia do Coronavírus no Brasil, muitas empresas de vendas de roupas e calçados tiveram que suspender seu atendimento nas lojas físicas. Aquelas que já estavam preparados com uma loja virtual ou já vendiam por meio de aplicativo de conversas conseguiram se adaptar a este cenário.

10. Esteja ciente dos riscos calculados

Por mais que você planeje e trace metas assertivas, esteja ciente que todo negócio corre risco. Você pode até tentar calcular algumas coisas que podem dar errado, mas deve se preparar para aquelas que fogem do seu controle.

E quando falamos de se preparar, considere também o seu estado emocional como empresário: suas forças e fraquezas podem ajudar ou atrapalhar a encontrar oportunidades em um momento difícil?

11. Tenha um planejamento financeiro

É muito importante se organizar financeiramente e ter uma boa gestão orçamentária. Você deve considerar os seguintes pontos:

  • Capital de giro;
  • Previsão de lucros;
  • Estimativas de custos;
  • Fluxo de caixa;
  • Gastos com fornecedores;
  • Estoque de matérias-primas e produtos;
  • dentre outros.

Tenha sempre em mão estes dados e conte com um programa automatizado para monitorar estes gastos e analisar o que precisa ser melhorado ou excluído.

12. Defina uma política de preços competitiva

Usar preços exorbitantemente menores que seus concorrentes pode ser uma péssima estratégia de se destacar no mercado. Além disso, essa ação pode fazer seu negócio fracassar já no início.

Os valores cobrados pelo seu serviço ou produto devem ser baseados em uma margem de lucro calculada de acordo com seus gastos e você deve focar em oferecer qualidade aos seus clientes e não somente preço baixo.

Tenho certeza que você já passou por uma experiência de escolher algo só pelo preço menor e se arrependeu, pois o produto não foi o esperado, não é mesmo? Muitas vezes a qualidade se destaca mais que o preço, e é assim que você vai conquistando espaço na sua área.

13. Tenha um bom relacionamento com seus parceiros e cliente

E por fim, mas uma das mais importantes dicas é: valorize seu cliente! O sucesso da sua empresa depende dele. É o consumidor que vai indicar a sua marca conforme a experiência que ele teve.

Por isso, é muito importante ter um bom relacionamento com seus clientes em todo processo de atendimento e isso inclui a pós-venda. Realize sempre pesquisas de satisfação, elas podem apontar melhorias que talvez você não tenha percebido no dia-a-dia.

Ser um empreendedor de sucesso é uma tarefa repleta de desafios. Mas com persistência e planejamento você chega lá! Esperamos que nossas dicas tenham te encorajado a empreender.

Continue acompanhando o blog da SG Sistemas e confira uma série de conteúdos para otimizar a gestão de seu empreendimento.

Até a próxima!

Avalie esse post

Roger Toshi

Roger Toshi, apaixonado por tecnologia aplicada ao varejo, é formado em Direito pela Unicesumar, com MBA em Gestão de Pessoas e Liderança pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Desde 2017 atua como gerente Administrativo e de Marketing da SG Sistemas.

Deixe um comentário