14

abr
2020
Como montar uma cervejaria? Saiba como iniciar seu negócio!

O Brasil é um dos três países que mais consomem cerveja no mundo! Iniciando pela cultura de ir ao bar com os amigos após o trabalho, passando pelos tradicionais churrascos em família, até chegar às festas e casamentos, uma coisa é certa: cerveja não pode faltar.

As grandes cervejarias dominam a maioria esmagadora do público cervejeiro no Brasil, porém, nos últimos anos, as microcervejarias artesanais começaram a conquistar um público específico, crescendo gradativamente nas preferências daqueles que procuram por novos sabores e experiências diferenciadas.

Conhecidas como cervejas premium, a produção desse setor tem atraído a atenção de empreendedores e investidores que buscam por novas oportunidades de negócios. Por ser um mercado relativamente recente, com precedentes ainda misteriosos, muita gente tem dúvidas sobre como montar uma cervejaria ou microcervejaria de maneira lucrativa e bem estruturada.

Pensando nisso, separamos algumas dicas que podem te ajudar durante esse processo! Quer acompanhar nossas sugestões? Então, continue acompanhando esse post!

Quais são os documentos necessários para abrir uma cervejaria?

Primeiramente, saiba que comercializar cervejas produzidas em casa é proibido por lei. É claro que a produção pode ser realizada para uso pessoal, entretanto, vender seu produto só é possível a partir de um estabelecimento comercial oficialmente destinado a essa função.

Portanto, ao se certificar de que esse é, realmente, o momento certo para abrir seu negócio, você precisará de alguns documentos que irão garantir a legalização do seu estabelecimento e te darão todo o respaldo legal.

Inicialmente, será preciso conseguir os alvarás da Prefeitura, da Vigilância Sanitária e do Corpo de Bombeiros, que irão assegurar a viabilidade e a segurança do local escolhido como base da sua cervejaria. Depois disso, é hora de realizar o Registro na Junta Comercial, verificar a exclusividade do nome da sua marca, validar o Contrato Social, o CNPJ e o Registro do INPI. Finalmente, também é preciso conseguir a aprovação do MAPA (Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento), que é responsável por fiscalizar e aprovar a comercialização do seu produto.

Como é possível perceber, não se trata de um processo rápido. Na verdade, ele pode durar alguns meses, porém, com todos esses papéis em mãos, a parte legal estará totalmente finalizada. Lembre-se que, antes de abrir as portas do seu negócio, existem outros pontos que devem ser levados em consideração.

Conheça muito bem seu público

Quando falamos em cerveja, a ideia de pensar no público pode parecer um pouco deslocada, já que muita gente imagina que cervejas agradam a um público muito abrangente e, assim, possui um mercado bem amplo, cheio de possibilidades.

Porém, devemos considerar que as cervejas artesanais não possuem o mesmo público. Trata-se de uma audiência mais restrita, um público seleto, que irá se identificar com a sua cerveja em específico, com a sua marca, com o nome estampado em seu negócio.
Fazer com que seu brand tenha peso e autoridade é algo que irá exigir pesquisas, testes e conhecimento do perfil do cliente que você atrai. Outra possibilidade é desenvolver sua cerveja com um público alvo já muito bem delimitado, assim, as chances de acerto serão bem maiores.

Conhecer seu público também implica na escolha do local, na identidade visual do estabelecimento, no design da embalagem da cerveja, na elaboração dos sabores e reflete muito no preço. Por exemplo: caso seu público seja definido como detentor de recursos financeiros mais amplos, sua missão será criar um local sofisticado, com uma identidade visual refinada e com cervejas mais caras.

Os ingredientes fazem toda a diferença

Tenha em mente que o maior critério diferenciador da sua marca envolve os ingredientes que você usa, afinal, eles impactam diretamente no sabor da cerveja! Por isso, além daqueles ingredientes que são definidos por decreto, que devem ser usados de forma obrigatória, invista em insumos que confiram autenticidade e um sabor específico de uma receita só sua.

Para garantir que seus produtos estejam sempre impecavelmente preparados, vale a pena ter um bom relacionamento com seus fornecedores. Uma dica importante, nesse sentido, é apostar em insumos da sua região. Assim, além de aproveitar os ingredientes de mais fácil acesso, você também irá fortalecer o comércio local.

Participe de feiras e festivais de cerveja

Você já ouviu aquela expressão “propaganda é a alma do negócio”? Nesse caso, a melhor propaganda vem da recomendação pessoal. É o famoso boca a boca! Uma pessoa conta a um amigo, que conta para outro amigo sobre como determinada cerveja é diferente, saborosa.

Para isso acontecer, as pessoas pessoas precisam conhecer sua marca e, se possível, experimentar seu produto. É nesse momento que os festivais de cerveja e as feiras cervejeiras entram em cena. Centenas de produtores costumam se encontrar para trocar experiências, compartilhar aspectos exclusivos de seus produtos e, acima de tudo, expor suas cervejas.

Otimize seu negócio

Cuidando de todos esses processos, fica muito mais fácil decolar com seu estabelecimento. Para otimizar as etapas administrativas, de atendimento e organização interna, nossa dica é que você utilize um sistema para cervejaria da SG Sistemas - empresa especialista em soluções -, que irão fazer seu negócio funcionar de forma muito mais eficiente e rápida!

Gostou do post? Então, acompanhe nosso blog! Por aqui, sempre trazemos novidades, dicas e sugestões especiais para otimizar seus processos. Fique de olho!

  • Tags: