01

mai
2019
Resultados da black friday 2018 no ramo supermercadista.

Os resultados da Black Friday no ramo supermercadista, ano após ano inflam os ânimos do setor. Mesmo em momento de crise, o crescimento é mais que expressivo e aponta para experiências e táticas que merecem ser analisadas, replicadas e pensadas com profundidade!

Apesar de agendada para o dia 23 de novembro, a Black Friday, na maioria dos varejos, durou a semana inteira e gerou um volume colossal de vendas, até no final de semana, para conseguir alcançar todo o seu público. O crescimento foi sentido em todas as direções, no marketing, entre outros pequenos empreendedores, que se beneficiaram das matérias-primas vendidas nos mercados e puderam aumentar sua produção com uma margem de lucro superior.

Quais Foram Os Resultados da Black Friday no Ramo Supermercadista?

O evento gerou, na última estimativa, um volume extra de R$ 3 bilhões na economia, um número significativo e relativamente maior que suas outras edições. Pressupõe-se que, com as implementações, a Black Friday tem crescido 10% ao ano desde seu debute oficial no mercado brasileiro.

Nos portais dos principais mercados, grupos de consumidores se reuniam ainda de madrugada a gritos para que as portas se abrissem mais cedo, as cenas filmadas ao redor do país não deixam a dever em nada para os vídeos clássicos do evento que vemos nos EUA.

Se o crescimento em relação à edição anterior, no comércio em geral, foi de 10%, as maiores redes supermercadistas apontaram um crescimento de 20%!

Em uma única unidade observada, 30 mil clientes se acotovelaram durante um único dia para comprar produtos com até 70% de desconto, dos artigos mais elementares de uma cesta básica até os mais sofisticados e difíceis de se vender.

Famílias aproveitaram para antecipar a cesta básica dos próximos meses com os preços irresistíveis e outros consumidores que já ambicionavam alguns artigos mais sofisticados, não pensaram duas vezes antes de fazerem suas compras para o final de ano.

Além dos setores de marketing e pequenos empreendedores individuais, muitos seguranças e funcionários freelances foram chamados para cumprir o contingente irreal de movimentação nas unidades de diversos supermercados.

Vale A Pena Pensar Em Estratégias Inovadoras Para 2019?

O deslumbre da edição de 2018 mal começou a passar e tanto consumidores quanto empresários já estão otimistas sonhando com a próxima.

Decerto que as primeiras edições, considerando que o evento é jovem por aqui, foram um tanto desorganizadas para o volume massivo de pessoas que receberam, mas a cada ano os supermercados estão mais preparados para abrir suas portas no dia de rush da Black Friday. As campanhas publicitárias, por exemplo, começam até 2 meses antes.

Até as prefeituras precisam se mobilizar para dar suporte à movimentação, fiscalizando os estacionamentos irregulares e até cedendo um efetivo policial para ajudar a manter a ordem.

Apesar da grande desordem nos corredores ser uma marca registrada dos anseios dos consumidores, a ideia é que o período de descontos se estenda um pouco mais, para liquidar os estoques sem causar danos à estrutura física.

A organização, na medida em que tem crescido o volume da Black Friday, é fundamental! As táticas que a envolvem precisam ser aperfeiçoadas a cada nova edição, pois o evento está cada vez mais popular. Em um levantamento da Nielsen BookScan, 99,5% dos internautas consultados conhecem a Black Friday.

Com isso, a internet mostra sua potência absoluta como veículo vital no arranjo de marketing e dá fortes indícios de quais são as áreas de mais exposição e melhor custo – benefício.

Para ficar por dentro do mundo supermercadista, seus detalhes, eventos e táticas, conheça a SG Sistemas, somos especializados no ramo e, em nosso blog, produzimos diversos conteúdos sobre o tema. Assine nossa newsletter e nos encontre nas redes sociais.

Veja também: Tecnologia mobile para supermercados, que tendência é essa?

  • Tags: