14

ago
2019
O que é precificação e como realizá-la com eficiência

Como você determina o preço dos produtos da sua empresa? Acha que eles estão justos para você e para o cliente? No post de hoje, vamos te ajudar a entender o que é precificação e como realizá-la de modo correto em seu comércio, gerando lucros, sem deixar de lado a satisfação do cliente. Confira!

O que é precificação?

Quando você está buscando um item para comprar, qual é o primeiro fator que você leva em consideração? Claro que é o preço, não é?

A precificação nada mais é do que o preço aplicado sobre o produto de acordo com o seu valor perante o mercado. Isso significa que ele deve ter uma base – que muitas vezes é desrespeitada -  para ser determinado.

Todo comerciante, antes de fazer a comercialização de uma mercadoria, precisa pensar na precificação, que é delimitada conforme alguns aspectos básicos, como preço de custo, margem de lucro e concorrência.  Até porque não faz sentido comprar um produto por R$ 5 e vender por R$ 4, não é mesmo? Assim como não faz sentido cobrar R$ 15 pelo mesmo item, enquanto a concorrência vende por R$ 7 - no caso, não haveria clientes comprando e o prejuízo seria maior.

Dessa forma, os preços não devem ser gerados de maneira aleatória, sem critério, pois, quando eles não seguem o mercado, o prejuízo pode cair sobre o cliente ou sobre a empresa. Veja:

  • Efeito negativo sobre o cliente: isso acontece quando ele paga um valor muito maior do que poderia ter pago em outro lugar. Ao perceber o ocorrido, o cliente dá ao lugar um rótulo de “careiro” e dificilmente retorna.
  • Efeito negativo sobre a empresa: o efeito negativo sobre a empresa pode acontecer de duas formas em relação à precificação: ou o produto é cobrado mais baixo do que a concorrência, dando um prejuízo de custo ao comerciante, ou é cobrado um valor muito acima, fazendo com que ninguém compre.

Entenda melhor por que definir o preço certo faz toda a diferença!

Por que definir o preço de modo correto?

Agora que você viu como o preço errado é capaz de trazer consequências ruins para sua empresa, confira quais são os objetivos da precificação:

  • Satisfazer o consumidor: a precificação também visa a satisfação do cliente, visto que, sem ele, seu negócio não sobrevive. Assim, é importante manter preços que atendam as condições do consumidor.
  • Bater de frente com a concorrência: a concorrência é um fator importante que não pode ser deixado de lado. Um dos objetivos é se destacar perante ela, oferecendo preços melhores para atrair os clientes.
  • Delimitar público alvo: em um comércio, o preço dos produtos definem para que tipo de cliente a empresa se volta. Isso também está relacionado à localização do estabelecimento: se estiver alocado em algum bairro nobre, por exemplo, consequentemente o preço é mais alto e o público de uma classe econômica maior.
  • Pagar contas: uma precificação correta garante que a empresa sempre tenha recursos para pagar as contas e o salário dos funcionários, de modo que nunca falte verba no orçamento.

Como fazer uma precificação correta?

Para fazer a precificação certa, é necessário considerar vários aspectos, como já mencionamos aqui.

Um deles, é levar em conta o que o cliente prioriza quando vai a seu estabelecimento, se é preço baixo, produto de qualidade ou bom atendimento, por exemplo. Isso quer dizer que muitos não ligam de pagar um preço mais alto do que a concorrência se houver alto padrão de qualidade e atendimento diferenciado.

Veja a seguir o que considerar na hora de fazer a precificação:

  • Demanda: diz respeito a quanto o comprador está disposto a pagar pelo produto, e está relacionado à lei de oferta e procura. Se um item tem pouca demanda e alta procura, o preço tende a subir. Se possui produção em excesso e pouca procura, ele tende a cair.Acontece bastante quando as verduras aumentam o preço em época de chuva intensa ou geada: muitos produtos são perdidos devido ao tempo, enquanto a procura continua a mesma.
  • Custo: outro ponto importante é o custo, desde a produção até o imposto pago por ele. No caso de comércios de fornecimento, deve ser observado o valor de custo, manuseio, enfim, todas as despesas relacionadas ao produto.
  • Concorrência: esse aspecto não é o principal, mas tem grande influência no valor, afinal, a concorrência pode atrair o seu cliente e você perder a venda. Então, o preço tem de ser pensado para que os consumidores possam considerar também outros quesitos, como qualidade, atendimento e distância.

Desse modo, podemos considerar que a precificação é um fator de grande importância no comércio, que precisa ser bem analisado antes de qualquer venda para que as chances de sucesso sejam muito maiores!

E por falar em sucesso, a SG Sistemas oferece soluções para você, empresário, garantir melhorias ao seu negócio, atendendo a diferentes segmentos, como restaurantes e supermercados. Confira nosso site!

Se esse conteúdo foi útil para você, continue acompanhando nosso blog para receber muitas outras dicas e informações para ajudar sua empresa a crescer!

  • Tags: