17

jul
2019
Dicas para a prevenção de perdas no supermercado

Quem tem uma empresa direcionada ao comércio varejista sabe o quanto é difícil manter um controle sobre as perdas. Mas quem pensa que isso acontece somente com as grandes redes de supermercado, está bem enganado: as pequenas empresas também sofrem com as perdas de mercadoria e precisam tomar os devidos cuidados.

A prevenção dos danos causados pelo prejuízo pode refletir em todos os cenários, desde prejuízo ao patrão até mesmo para os próprios consumidores, uma vez que o estoque controlado evita a oscilação de preços e dá mais estabilidade aos valores que chegam ao consumidor final.

De modo geral, as perdas de mercadoria no supermercado significam despesa, o que acontece, especialmente, quando um produto não é pago por alguma razão. Para que isso seja evitado, é importante tomar medidas de proteção, mas, antes de tudo, entender quais são os motivos pelos quais se sofre essa perda.

Acompanhe a leitura e tire suas dúvidas!

Quais são as perdas recorrentes em supermercados?

Primeiramente, devemos elencar o que elas são, de fato. De início, é possível entender a perda como uma diferença entre o estoque que consta no sistema com o estoque verdadeiro, quando há menos produtos na prateleira do que está registrado.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo & Mercado de Consumo (IBEVAR), os varejistas sofrem uma perda anual de 2% das mercadorias de estoque, e, cá entre nós, é um valor bastante considerável.

E não há dúvida que isso causa um impacto no negócio, concorda? Além das despesas, o desempenho do mercado também é alterado devido à falta de controle.

Existem diversas razões capazes de ocasionar tal problema, que podem estar alojadas em diferentes setores da empresa, e o primeiro passo para impedir tais circunstâncias é conhecer quais são essas causas e como elas acontecem - ou seja, conhecer quais são as principais ocorrências. Somente a partir daí você poderá adotar um programa de prevenção eficaz.

Há, especificamente, dois tipos de perdas, que são as previsíveis e as imprevisíveis pelos gestores e funcionários.

Veja a seguir quais são as mais comuns em cada caso:

Perdas imprevisíveis

As imprevisíveis são, basicamente aquelas desconhecidas pela empresa, as quais não podem ser afirmadas nem mensuradas de maneira tão eficiente.

Enquadram-se nesse nicho:

- Furtos: os furtos são os casos mais comuns quando o assunto é ocorrência não identificada, e, infelizmente, pode vir por parte de qualquer pessoa que frequenta o ambiente, desde os clientes até os próprios funcionários.

- Fraude por parte dos funcionários: outra forma de perda comum em supermercados é o desvio de produtos pelos colaboradores da empresa. Isso acontece quando eles seaproveitam da vulnerabilidade do sistema para beneficiar o cliente ou a si próprio.

Um exemplo é quando o operador de caixa deixa de passar um produto no leitor de código de barras ou passa por um preço menor do que o real. Outro, é registrar a operação em seu próprio nome quando o cliente não participa do “clube” de benefícios da empresa.

- Fraude por parte do cliente: Isso se assemelha um pouco com o furto, mas tem suas particularidades. Nesse tipo de fraude, o cliente troca a etiqueta de um produto caro pela de um produto mais barato, pagando um valor inadequado, ou até mesmo trocar o que está dentro da embalagem.

Outra situação é o consumo de produtos no interior da loja e a embalagem não chega ao caixa, sendo descartada para evitar o pagamento.

Perdas previsíveis

As perdas que podem ser previstas são mais fáceis de controlar. Veja quais são!

- Prazo de validade expirado: esse problema é causado especialmente por uma má gestão do estoque e reposição dos produtos. Na hora de organizar a prateleira, deve haver uma lógica, posicionando os produtos de validade estendida no fundo, e os com vencimento mais próximo na frente. Caso contrário, a validade dos produtos do fundo vai expirar e a venda vai ser perdida.

- Deterioração de alimentos: a falta de cuidado com os produtos, especialmente de cunho alimentício, pode acabar estragando-os. Manipulação inadequada, falta de higiene e armazenamento desapropriado são os principais fatores.

Você tinha consciência de quantas ocorrências aconteciam no seu estabelecimento? Para evitá-las, é indispensável que você tenha práticas eficientes para aprimorar seu comércio.

Veja a seguir as melhores práticas para impedir tais prejuízos e aumentar consideravelmente sua margem de lucro!

Como evitar perdas: conheça as melhores práticas!

Agora que você viu amplamente quais são as perdas que acontecem constantemente nos supermercados, entende que não é tão simples evitá-las, correto? Para isso, algumas medidas são indispensáveis.

O uso da tecnologia é a melhor forma de melhorar os processos de logística, segurança e finança, afinal, não dá para controlar efetivamente uma empresa com métodos ultrapassados, ainda mais quando o objetivo é o crescimento. Assim, é importante ter um controle administrativo e operacional.

Veja como prevenir perdas em supermercados!

- Faça um treinamento com seus funcionários

O treinamento de equipe é importante para criar um hábito dentre os colaboradores, conscientizando-os sobre a presença de atos ilícitos e alertando sobre as consequências dessas ações em seu futuro profissional.

Além do mais, é necessário um treinamento para reduzir os níveis de furtos em supermercados para que os funcionários reconheçam ou suspeitem de práticas dessa natureza.

- Invista em gerenciamento de estoque

Uma das principais causas dos prejuízos, como vimos até então, tem relação com o gerenciamento de estoque. É comum, por exemplo, vermos mercados que não organizam o estoque e, assim, os produtos se perdem.

Ter uma prateleira vazia ou produtos estocados em excesso no almoxarifado é prejuízo na certa! Isso porque eles podem deteriorar ou então ser desviados.

Para evitar essa situação, é importante saber administrar, e a melhor medida é investir em um software para controle de inventário, uma vez que o controle manual propicia as fraudes e agiliza muito mais o processo.

Priorizar a segurança do almoxarifado é o mesmo que proteger seu bem, pois é lá que se encontra parte de seu investimento. Então dê prioridade a essa etapa e invista em um sistema para controlar seu estoque!

Para saber mais, confira o post “A importância de fazer um balanço geral de seu estoque”.

- Faça um levantamento de entrada e saída de mercadorias

A principal forma de gerenciar os lucros e danos é fazendo um levantamento de mercadorias que entraram e saíram da loja. Para isso, você deve utilizar um sistema que evite falhas e que controle de maneira eficaz todo o processo pelo qual o produto passa, desde o momento que entra na loja até a saída.

Exija relatórios, tenha um rigor no cadastramento de produtos e, claro, adote um sistema operacional de qualidade, pois somente assim você terá controle sobre seu comércio.

Agora, você está preparado para ter uma empresa de sucesso e com uma menor margem de prejuízos possíveis!

A SG Sistemas oferece os melhores soluções para você, empreendedor, gerenciar sua empresa e gerar mais lucros. Para os supermercados, oferecemos o Sistema ERP Linux, que fará desde o gerenciamento de preços, recursos para fidelização de clientes até a exportação fiscal e contábil.

Para receber mais conteúdos relacionados, continue acompanhando nosso blog!

Leia também sobre: Gestão de compras para Supermercado!

  • Tags: